fbpx
Esportes

“No próximo ano, estaremos de volta” declara Wolff

Compartilhar

Toto Wolff enviou uma mensagem aos rivais da Mercedes antes das férias de inverno e da temporada de 2023, insistindo que a equipe voltará ao seu melhor após uma campanha de montanha-russa sob os novos regulamentos técnicos da F1.

A Mercedes entrou em 2022 como oito vezes campeã de construtores, mas produziu um pacote W13 problemático que os viu ficar atrás de Red Bull e Ferrari na hierarquia – levando a muitos coçar a cabeça.

Depois de um intenso período de desenvolvimento, a Mercedes voltou ao degrau mais alto do pódio com uma dobradinha no Brasil, apenas para experimentar outro fim de semana desafiador no final de Abu Dhabi, onde a falta de velocidade em reta e problemas nos pneus prejudicaram seus esforços.

Falando à Sky Sports F1 após o abandono de Lewis Hamilton e a corrida tranquila de George Russell para P5 em Yas Marina, Wolff disse: “[Fomos] o terceiro mais rápido [atrás de Red Bull e Ferrari], [com] um quebrando e um ficando sem pneus – é um resumo preciso da temporada, e aqui estamos nós”.

“Acho que estragamos os pneus nas primeiras voltas, atacamos forte, o carro parecia estar muito bom e depois o dianteiro direito desistiu, então talvez seja algo que deveríamos ter previsto”.

1441256153
Mercedes quebrou o tabu de vitórias em 2022 com uma dobradinha em São Paulo

“Sabíamos que Abu Dhabi seria difícil para o carro, então pelo menos a correlação é boa, e o Brasil foi simplesmente espetacular do começo ao fim com a dobradinha, então pelo menos marcamos a temporada com uma vitória na corrida”.

Wolff destacou o progresso que a Mercedes fez em meio aos desafios que enfrentou este ano, enquanto explicava como pretende usar o W13 como inspiração para toda a força de trabalho daqui para frente.

“Antes de tudo, temos que colocar esses carros na recepção [em nossas fábricas] em Brackley e em Brixworth para nos lembrar todos os dias de como isso pode ser difícil. Eles sabem, todos que estão assistindo hoje, que esta é uma temporada de construção de caráter – não um pontinho de uma corrida, uma temporada completa”, acrescentou Wolff.

“Nós [continuamos] pressionando tanto. O motor funcionou muito bem e estou orgulhoso do que conseguimos lá. Do lado do chassi, houve mais momentos ruins do que bons, mas os bons foram espetaculares, como há uma semana [no Brasil], e nos fizeram sentir o quão bom pode ser.

“Agora estamos apenas avançando para o próximo ano. É difícil, é ruim, tudo bem se sentir assim, mas ano que vem estamos de volta”.

Fonte: Fórmula 1


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »