fbpx
News

Estado toma posse da área do antigo estaleiro Caneco, na Zona Portuária do Rio

Compartilhar

Área de 135 mil m² no bairro do Caju abrigará maior polo pesqueiro do país.

O Governo do Rio de Janeiro tomou posse, nesta quarta-feira (30/11), da área do antigo estaleiro Caneco, no bairro do Caju, Zona Portuária do Rio, onde será implantado o Polo Pesqueiro do estado.

– A partir de hoje, esta área de 135 mil m² é patrimônio do Estado. Após mais de 30 anos de luta, o pescador do estado voltará a ter um lugar para chamar de seu e poderá vislumbrar um futuro melhor. Com isso, estaremos beneficiando um setor fundamental para a economia do estado – afirma o governador Claudio Castro.

A previsão é a instalação na área do pregão para movimentação, armazenagem e comercialização de pescado, unidades de fabricação de gelo, oficinas de barcos e cursos de capacitação, dentre outras facilidades para o segmento.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Cássio Coelho, quando estiver em plena operação, o polo será o maior e mais moderno empreendimento do tipo no Brasil, sendo estratégico para a consolidação e o desenvolvimento das cadeias produtivas ligadas à economia do mar, além de gerador de emprego e renda para o estado.

– Muito em breve estaremos apresentando o plano master, o modelo de negócios e o cronograma de execução do projeto. Nas próximas semanas iremos solicitar ao Inea a autorização ambiental para iniciar, em janeiro, a limpeza do terreno – afirma Cássio Coelho.

Comercialização do pescado em 2023

O Polo Náutico Pesqueiro abrigará áreas para atracar embarcações, armazenagem de produtos, pregão e comercialização do pescado, fabricação e armazenagem de gelo, estacionamento e área de manobra de caminhões, oficinas de barcos, e atracadouro das embarcações de pesquisas das universidades, dentre outras facilidades. A previsão é que a comercialização de pescado tenha início em 2023.

O projeto está sendo elaborado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais (Sedeeri) junto com os diversos setores envolvidos.

Pensando na qualificação da mão de obra, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico assinou ainda uma parceria com o Cluster Tecnológico Naval para a promoção de cursos de capacitação profissional para moradores de comunidades do entorno da área do polo. A ideia é formar mão de obra especializada no mercado pesqueiro e economia do mar, para ser aproveitada no próprio complexo.

Fonte: Governo do Rio de Janeiro


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »